Apesar de algumas funcionalidades utilizarem javascript você poderá navegar normalmente pelo site.

FISCALIZAÇÃO

Em 2016, investimento do GDF na construção de novas creches foi o menor dos últimos quatro anos

Desde o ano passado o deputado Chico Leite tem alertado o GDF para o baixo investimento. “Infelizmente a situação é muito grave. Muitas crianças já em idade escolar não têm conseguido vaga na Educação Infantil. Quando se trata das creches, a demanda é muito maior”, aponta o parlamentar


06/02/2017
Divulgação
Em julho de 2016, o deputado Chico Leite (Rede) apresentou o resultado de uma fiscalização orçamentária realizada por ele nos investimentos do Governo do Distrito Federal (GDF) na construção de novas creches públicas. Na ocasião, constatou-se que o GDF havia ampliado em 129% o orçamento autorizado, em relação a 2015, para a construção de novas unidades de educação infantil, as creches. Entretanto, os recursos não foram totalmente executados e o valor efetivamente investido nas obras foi o menor desde 2013. 

A baixa aplicação dos recursos tem se refletido já no início deste ano, e a dificuldade encontrada por pais do DF para encontrar vagas em escolas públicas para os seus filhos de até 3 anos de idade tem sido abordada pela imprensa nos últimos dias. A dificuldade se estende também aos pais que buscam vagas para seus filhos na pré-escola, frequentada por alunos de 3 a 5 anos. “A educação infantil é o princípio básico na formação dos nossos jovens. Muitas famílias necessitam das creches para auxiliar na educação de seus filhos. É necessário que o governo faça uma avaliação da situação e proceda com a construção de mais unidades para atender nossa cidade”, destacou Chico Leite.

Durante todo o ano de 2016, o governo autorizou para a construção de novas unidades R$ 74,5 milhões. Desse total, apenas R$ 4,8 milhões (6,4%) foram empenhados e pouco mais de R$ 2 milhões (2,7%) foram liquidados no período. Em 2015, o orçamento autorizado foi de R$ 32,5 milhões, desse total, R$ 15,4 milhões (47,34%) foram empenhados e pouco mais de R$ 6,9 milhões (21,40%) foram liquidados. Já em 2014, pouco mais de R$ 23 milhões foram liberados para a realização das obras, sendo R$ 21,9 milhões (95,44%) empenhados e mais de R$ 19 milhões (82,81%) efetivamente gastos.

Novas creches - Para 2017, o orçamento autorizado até o momento para a construção de novas unidades é de R$ 66,1 milhões. Atualmente existem 11 unidades em fase de construção. “Vou continuar cobrando e fiscalizando a correta aplicação dos recursos. É necessário assegurar o futuro das nossas crianças e isso será alcançando através de educação de qualidade”, afirmou Chico Leite.