Apesar de algumas funcionalidades utilizarem javascript você poderá navegar normalmente pelo site.

TROCANDO IDEIAS

Escolas reformadas com recursos do orçamento participativo de Chico Leite realizam festas juninas beneficentes

O parlamentar participou de três festas em Taguatinga e se reuniu com professores, servidores públicos e moradores de Vicente Pires. “Neste momento de crise precisamos, mais do que nunca, ouvir as demandas da população e investir os recursos públicos onde eles são mais essenciais à sociedade”, explicou


12/06/2017
O deputado Chico Leite (Rede Sustentabilidade) visitou Taguatinga e Vicente Pires no sábado (10), como parte do seu projeto “Trocando Ideias”, que toda semana visita uma cidade do Distrito Federal para ouvir as demandas da comunidade. O parlamentar participou da festa junina de três escolas públicas que receberam recursos do orçamento participativo de seu mandato e se reuniu com professores e servidores públicos em Taguatinga e com moradores em Vicente Pires, onde debateu as necessidades da região e os processos de regularização dos condomínios. “Neste momento de crise, precisamos, mais do que nunca, ouvir as demandas da população e investir os recursos públicos onde eles são mais essenciais à sociedade”, explicou.

Na Escola Classe 2, na Vila São José, em Vicente Pires, Chico Leite recebeu os cumprimentos da diretora, professora Eliana, e de pais de alunos que participavam da festa junina promovida pela escola. Os recursos destinados pelo orçamento participativo de seu mandato permitiram a pintura de toda a escola, a construção de parquinho, o polimento do piso do pátio e a aquisição de mobiliário para maior conforto das crianças.

Em Taguatinga, Chico Leite participou da festa junina das Escolas Classe 15 e 29, que também foram contempladas pelo seu orçamento participativo. Na EC 15, foi possível realizar a revitalização da escola com pintura, um novo pátio pavimentado para as crianças e um estacionamento. Já a EC 29 receberá os recursos via PDAF de 2017 agora no meio do ano.
 
 
 
 
 
 

 
 


Por: Tiago Monteiro Tavares