Apesar de algumas funcionalidades utilizarem javascript você poderá navegar normalmente pelo site.

DIREITO À SAÚDE

Lei de autoria de Chico Leite é destaque no lançamento da 3ª Campanha Nacional sobre fissura labiopalatal

Parlamentar participou do evento de lançamento da campanha, que pretende realizar 300 cirurgias em todo o Brasil; Ele é o autor da Lei nº 5.958/2017, que torna obrigatória a notificação dos casos no momento do nascimento


04/10/2017
Tiago Monteiro
O deputado Chico Leite (Rede Sustentabilidade) participou, na segunda-feira (2), do lançamento da 3ª Campanha Nacional de Fissura Labiopalatal, ação promovida pela Smile Train, com a Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP) e a Fundação Ideah que, durante a semana da campanha, pretende realizar mais de 300 cirurgias em todo o Brasil, sendo 25 pacientes aqui do DF. O evento ocorreu no auditório da Fundação de Ensino e Pesquisa em Ciências da Saúde (FEPECS).

Chico Leite é o autor da lei nº 5.958/2017, que torna obrigatório que as unidades públicas e privadas de saúde do DF notifiquem, no momento do nascimento, a Secretaria de Saúde sobre casos de bebês com essa condição. A proposta visa assegurar o tratamento adequado e corrigir as deformações funcionais e estéticas nos lábios e no céu da boca das crianças. A iniciativa foi bastante elogiada pelos especialistas que participaram do lançamento da campanha, tendo sido defendida sua ampliação para todo o país – apenas o Amapá possui lei semelhante.

“O tratamento para esta condição é demorado e bastante especializado, o que torna fundamental a rápida comunicação ao sistema público de saúde para que os cuidados sejam iniciados o quanto antes”, afirma o parlamentar.

O que é fissura labiopalatal?
É uma abertura no lábio ou no palato que resulta do desenvolvimento incompleto. O lábio e o céu da boca desenvolvem-se separadamente durante os três primeiros meses de gestação. Nas fissuras mais comuns, o lado esquerdo e o direito do lábio não se juntam, ficando uma linha vertical aberta. A mesma situação pode acontecer com o palato.

Por: Rodrigo Ramthum